Cree en grande.
CONMEBOL

Uruguai vence Paraguai com gol de Cavani

Uruguai vence Paraguai com gol de Cavani

Com um gol de Edinson Cavani, Uruguai venceu o Paraguai nesta segunda-feira no Rio de Janeiro, no encerramento da fase de grupos da CONMEBOL Copa América, e agora confrontará a Colômbia nas quartas, enquanto os 'albirrojos' jogarão contra o Peru.

'El Matador', de 34 anos, disparou forte em uma cobrança no ponto branco, no minuto 20, que permitiu os celestes esquivarem o poderoso e invicto Brasil, líder do Grupo B, na segunda rodada.

Com Luis Suárez começando no banco, os charruas terminaram na segunda posição da zona A, com 7 unidades, 3 a menos que a Argentina de Lionel Messi que derrotou por 4-1 a eliminada Bolívia em Cuiabá. Os uruguaios encararão os colombianos neste sábado em Brasília.

Os paraguaios, por outro lado, ficaram em terceiro lugar com 6 pontos e duelarão com os peruanos, em segundo no Grupo B, nesta sexta-feira em Goiânia. Chile, por outro lado, deverá confrontar a Verde-Amarela ao terminar na quarta posição da zona A.

-Números do jogo-

  • Uruguai está em uma racha de 16 jogos invicto contra o Paraguai na CONMEBOL Copa América (10V 6E). Com esta vitória, os uruguaios venceram 3 dos 4 jogos contra os paraguaios na competição.
  • Paraguai não recebeu mais de um gol em 7 jogos consecutivos na CONMEBOL Copa América (2V 2E 3D). A última vez que recebeu 2 gols na competição contra um rival da CONMEBOL foi na edição de 2016 quando perdeu da Colômbia por 2-1.
  • Uruguai está em uma racha de 3 partidas anotando pelo menos um gol na CONMEBOL Copa América contra um rival de sua confederação (2V 1E). Não conseguia essa racha desde 2007-2011 quando chegou a 7 (3V 4E).
  • Uruguai não recebeu nenhum chute a gol do Paraguai no primeiro tempo. É a primeira vez que os charruas não recebem disparos em uma metade de um jogo da CONMEBOL Copa América desde julho de 2007 (1V 4-1 x Venezuela).
  • Uruguai teve 18 finalizações contra o Paraguai. É sua segunda maior marca de finalizações em um jogo da CONMEBOL Copa América contra um rival de sua confederação desde, pelo menos, 2011 (29 x Japão 2019, 22 x México 2011, 22 x Bolívia 2021).

 

 

 

AFP/OPTA