Cree en grande.
CONMEBOL

Voa alto o barrilete cósmico

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Voa alto o barrilete cósmico

O astro, o gênio do futebol mundial, Diego Armando Maradona, faleceu nesta quarta-feira deixando a vida terrena e caminhando ao eterno celestial como grande capitão da Alviceleste e um dos maiores jogadores da história do futebol mundial. 

Uma data triste para o esporte. Maradona nos deixou aos 60 anos, depois de ter realizado uma excepcional carreira desportiva. 

Nascido em 30 de outubro de 1960, viveu sua infância em Villa Fiorito um bairro da periferia da capital argentina, onde começou a se destacar por suas maravilhas com a bola. 

Atualmente atuava como diretor técnico do Club Gimnasia Esgrima de La Plata, e como foi jogador é um patrimônio de nosso continente. Diego foi campeão com a seleção da Argentina na Copa do Mundo do México, em 1986, realizando a melhor exibição futebolística de um camisa 10 em Mundial. Foi lá que anotou o Gol do Século. 

No mundo do futebol, Maradona é considerado um Deus, despertando uma devoção e paixão em todos os amantes do esporte, que agora expressam sua dor por tão grande perda. 

“Profundamente chocado com a morte do astro argentino, sul-americano e mundial Diego Armando Maradona. Dono de um talento incomparável e uma personalidade carismática, Diego presentou com alegria e emoções a todos nós que amamos o futebol", disse o presidente da CONMEBOL, Alejandro Dominguez.

Maradona disputou 676 jogos e marcou 345 gols em 21 anos de carreira, entre clubes e seleções. Levantou a Copa do Mundo em 1986 e disputou a final de 1990. Até hoje, é o maior goleador da seleção da Argentina em mundiais, com 21 gols. 

Obrigado, Diego, ppor suas alegrias, façanhas, piruetas e destrezas. E, por sobretudo, obrigado por Acreditar Sempre e nos presentear com seu mágico talento. Sempre será o melhor.